“Peças Infernais”, da Cassandra Clare

wpid-wp-1416419110874.jpeg

Já falei aqui com vocês sobre a série “Instrumentos Mortais”, da minha querida Cassandra Clare, e hoje vou falar sobre a trilogia “Peças Infernais”.  

Só pra vocês terem uma ideia, pra mim, essa foi a história que mais me abalou sentimentalmente de todos os livros que já li. Foi a que mais me fez sofrer. Isso que eu sempre choro lendo Nicholas Sparks, porque cá entre nós, é impossível ler as obras dele e não ficar mal. E também choro lendo outras histórias também… sou fácil de chorar. Kkkk
“Peças Infernais” é uma daquelas histórias onde parece que o autor/autora está arrancando seu coração do peito, que está te dando vários golpes com facadas. Foi pesado gente, só de pensar eu já fico com uma dorzinha no peito.
A trilogia “Peças Infernais” acontece antes da série de “Instrumentos Mortais”, mais exatamente no ano de 1878, na Londres Vitoriana. Você não precisa ler Peças antes de Instrumentos, ou vice e versa, porque por mais que ambas as histórias passem nesse mundo que a Cassandra Clare criou, você não precisa de uma história pra entender a outra. Mas as duas tem muitos pontos de ligação, e se prestar atenção você vai os encontrar facilmente.
No primeiro livro, “Anjo Mecânico”, Tessa é uma garota americana de 16 anos, que vive em Nova York com sua tia Harriet. Essa tal tia acaba vindo a falecer, e Tessa vai para Londres, encontrar seu irmão Nathaniel, que é o seu único parente vivo. Ao chegar lá, seu irmão não está no porto a esperando, e duas senhoras dizem a ela que ele não pode ir, e que era pra Tessa acompanha-las. E é ai que a grande história começa.
Eu não me apaixonei de imediato ao ler esse livro. Eu gostei bastante, mas não achei tipo “Nossa, meu Deus, que livro é esse!”, eu achei normal, e tive vontade de ler o segundo.
Em “Príncipe Mecânico” um monte de coisas estão acontecendo na vida de Tessa e das pessoas que ela veio a conhecer no primeiro livro. E é ai que a Cassandra Clare começa a acabar com sua vida! Ela faz as coisas acontecerem de um jeito que você fica doido, e é um sofrimento, você não consegue achar solução para o destino dos personagens, e não tem como ter muitas esperanças, é triste.
No último livro, “Princesa Mecânica”, eu chorei rios de lágrimas. Juro. Eu chorava de soluçar. Nesse livro você pensa que tudo vai acabar da pior maneira possível, que tudo vai dar errado, porque a Cassandra faz de um jeito que mesmo que uns personagens se deem bem, eles não vão se dar bem de verdade, e um outro vai sofrer muito com isso. Resumindo, não tem como um ser feliz sem fazer o outro ficar triste.
Eu não conseguia imaginar o final dessa história, eu realmente não enxergava como a Cassandra ia “solucionar” os problemas dos personagens, não consegui pensar em meios ou formas para que tudo acabasse bem, sabe, a autora não podia fazer a gente sofrer tanto e não dar um bom final, eu fiquei desesperada. E chorava o tempo todo.
E então vem o final. GENTE QUE FINAL FOI ESSE!!!!! Eu sofri tanto nos últimos capítulos e no epilogo. SOFRIMENTO é a palavra que resume essa trilogia, porque vocês sofre até quando as coisas estão indo bem.
Eu mega recomendo essa leitura pra vocês, mesmo com toda essa dor, eu realmente recomendo. Acho que todo mundo deveria ler essa história, ela é intensa, sentimental e forte.
A Cassandra Clare fez um ótimo trabalho com “Instrumentos Mortais”, e com “Peças Infernais” ela foi simplesmente uma deusa da literatura, ela melhorou tanto sua forma de escrever, os personagens são muito mais marcantes, a história mexe muito mais com você. 
Quem não gostou de Instrumentos, dê uma chance para Peças, porque mesmo que os livros sejam da mesma autora, do mesmo mundo, e tenha relação um com o outro, eles são completamente diferentes. Não ouvi ninguém que leu Peças dizer que não gostou, nunca ouvi nenhuma crítica negativa. 

Trilogia perfeita, classificada como uma das melhores ever! Sem duvida uma das minhas melhores leituras de 2014.

Anúncios

1 comentário

  1. Aí PERFEITO … The best ever , titia Casandra sua linda, fez a história mais perfeita de todos os tempos aí meu tuntum .Sofrimento realmente é a palavra pra descrever essa trilogia aí que dó, no primeiro livro vc acha legal e quer ler mais, aí no segundo vc fala AI MEU DEUS E AGORA ? Ai no terceiro vc tipo morre mas só que não. To me recuperando até hoje. Ah e amei a foto dos livros !!!🎻📚💓👰🚶🏃😱😭😢😂😊😍

    Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s