RTW – Passagem de Volta ao Mundo | #BEDA19

Hey pessoas

ontem falei sobre quatro lugares que tenho muita vontade de conhecer, ai, pra continuar nesse clima de viagem, resolvi falar sobre uma descoberta que fiz, graças a minha amiga Thainá, sobre uma passagem onde você consegue dar a volta ao mundo. Achei o máaaaximo e resolvi vir aqui compartilhar com vocês.

Ficaram curiosos? Bora saber mais sobre isso!

 

Qual o nome disso? Como funciona? 

Uma passagem de volta ao mundo, ou RTW em inglês de Round World Ticket, é uma espécie de pacote de passagens. Ela é vendida pelas alianças de empresas aéreas, que são somente três ( Star Aliiance, Oneworld e a SkyTeam ).

wpid-wp-1429200898040.jpeg

Pouquíssimas pessoas sabem como ela funciona (a maioria nem tem conhecimento de que ela sequer existe, até mesmo agentes de viagem). Bom, como disse só existem três empresas que vendem essa passagem, então você precisa comprar todos os trechos com uma determinada empresa e faça a viagem completa usando não só os voos dela, mas também os das parceiras.

Ta! Mas eu posso ir pra qualquer lugar? Quais são as regras?

O funcionamento varia de acordo com a aliança escolhida, mas existem algumas regras comuns.

1- É preciso dar a volta completa no planeta, voando sempre no mesmo sentido (ocidente ou oriente). Ou seja, se você sair do Brasil cruzando o oceano Atlântico, sentido Europa ou África, vai ter que voltar pelo Pacífico.

2 – A viagem termina e começa no mesmo país.

3 – O prazo mínimo permitido pelas companhias aéreas para rodar o globo é de 10 dias. O máximo é um ano, ambos contados a partir da data de embarque no primeiro voo. O número mínimo de trechos é 3, o máximo é 15 ou 16, dependendo de qual aliança aérea o passageiro escolher.

4 – É  possível fazer trechos por superfície e pegar o próximo voo em um aeroporto diferente do que você desembarcou. Mas atenção: isso também entra na contagem, diminuindo a quantidade de voos que você ainda pode pegar. A mesma coisa acontece quando o voo tem conexão.

wpid-wp-1429200892102.jpeg

5 – O mundo é dividido em zonas (algumas alianças chamam de continentes, mas não são iguais aos continentes geográficos). Há um número limite de voos numa mesma zona e também não é permitido voltar à uma zona depois de sair dela. Você não pode pegar um voo para fora da Ásia e depois voltar, por exemplo.

6 – O preço da passagem é calculado de acordo com o número de milhas que você percorrer, o número de zonas por onde você passar e a classe escolhida para viajar.

7 – Você pode alterar as datas dos voos sem pagar taxa, desde que dentro da antecedência determinada nas regras da aliança. No entanto, para alterar o roteiro, é preciso pagar.

8 – A empresa que emitir sua primeira passagem será responsável por qualquer alteração que você queira fazer. Se você voar o primeiro trecho com uma empresa de menor porte, esta empresa que fará qualquer alteração de passagem, mesmo quando você estiver do outro lado do mundo. Por isso, um conselho: escolha muito bem a empresa que vai emitir sua passagem de volta ao mundo.

Ok. Entendi. Mas e o preço dessa passagem? Não sou rico!

Não é preciso ser cheio da grana para comprar essa passagem não. Lógico que não é barata, os preços variam muuuito de acordo com o roteiro que você quer fazer, mas com um valor de U$3.000,00 se consegue dar à volta por todo o globo.

Se for fazer uma avaliação de preços de passagens de um país para o outro, o valor da RTW é bem em conta, faça uma simulação em sites de agencias de turismo que você vai sentir a diferença.

Mas é claro que não se pode esquecer de que há todos os outros custos né. O RTW são só as passagens, ainda é preciso pagar pelas hospedagens, alimentação e passeios turísticos.

wpid-wp-1429202339013.jpeg

Adorei a ideia! Quero ir agora!

Calma ai! Primeiro é preciso ver quais os países vocês quer conhecer e fazer um roteiro bonitinho, pois, lembrando que, você tem que voar sempre no mesmo sentido. Então selecione os lugares que quer ir e vá olhando no mapa e organizando a ordem deles. E quanto mais destinos você escolher, mais cara vai ficando a sua passagem.

Depois você tem que escolher bem a companhia que vai fazer a viagem. Veja os serviços e capacidade de atendimento de cada uma, e compare com o seu roteiro.

E tem que juntar dinheiro né. Se você já tem guardado é ótimo, mas se não é preciso se organizar, para não passar aperto depois, pois como eu disse a cima, o preço da passagem é só um dos seus gastos.

 

 

Bom pessoal! Espero que eu tenha explicado direitinho pra vocês como funciona o RTW!

Anúncios

2 comentários

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s