Trilogia Legend, da Marie Lu

Hey pessoas

 

Estou aqui hoje para falar para vocês sobre a minha experiencia com a Trilogia Legend.

Vi esses livros na ultima bienal de São Paulo, no stand da Editora Rocco. Na hora as capas chamaram a minha atenção, li as informações contidas na capa e já fiquei com vontade de lê-los.

wpid-wp-1435415727690.jpeg

A história é de autoria da chinesa Marie Lu. Ela se inspirou em escrever Legend enquanto assistia na TV a uma adaptação de Les Misérables e começou a se perguntar de que modo a relação de um famoso criminoso  e um prodigioso detetive  poderia ser representado em uma história mais contemporânea.

O primeiro livro da trilogia, “Legend – A Verdade se Tornará Lenda” foi lançado em outubro de 2012 (Edição Prumo)/Setembro de 2014 (Edição Rocco) aqui no Brasil, e ainda não é muito conhecido pelos leitores nacionais. O segundo é o “Prodigy — Os Opostos Perto do Caos”, e por ultimo temos “Champion — Do Caos e da Lenda Surgirá um Campeão”

wpid-wp-1435415749548.jpeg

Legend é uma distopia, onde vamos ver a cidade de Los Angeles em 2130 D.C., na atual República da América, conta a história de um rapaz – o criminoso mais procurado do país e de uma jovem a pupila mais promissora da República, cujos caminhos se cruzam quando o irmão desta é assassinado e a ela cabe a tarefa de capturar o responsável pelo crime.
Nascida em uma família de elite em um dos mais ricos setores da República, June é uma garota prodígio de 15 anos que está sendo preparada para o sucesso nos mais altos círculos militares da República. Nascido nas favelas, Day, de 15 anos, é o criminoso mais procurado do país; porém, suas motivações parecem não ser tão mal-intencionadas assim. De mundos diferentes, June e Day não têm motivos para se cruzarem – até o dia em que o irmão de June, Metias, é assassinado e Day se torna o principal suspeito. Preso num grande jogo de gato e rato, Day luta pela sobrevivência da sua família, enquanto June procura vingar a morte de Metias.

Nessa trilogia temos dois personagens que narram os acontecimentos, o Day e a June, sendo então cada capitulo de cada personagem. E nessa divisão dá pra ver o quão boa a autora é, pois sentimos a diferença de personalidades dos personagens, a visão que cada um tem, e então podemos compara-los e analisa-los. O legal também (pelo menos na versão física, não sei a digital) é que cada personagem tem sua própria fonte de texto, as letras mudam de acordo com o personagem que você está lendo.

wpid-wp-1435415771469.jpeg

Eu particularmente amei todos os livros. Eles tem uma ótima mistura de ação, politica e romance, o que deixa a leitura ainda melhor, porque você tem um pouco de cada coisa, e também consegue agradar uma variedade maior de leitores, por ter esse misto super bacana.

Achei tudo muito bem elaborado e incrível, os detalhes que a autora nos dá, os pensamentos dos personagens, as cenas de ação, a descrição dos lugares, tudo realmente muito bom… não imaginava que gostaria tanto assim da história.

Maaas, não consegui me envolver muito com os personagem como em “Jogos Vorazes” por exemplo. Eu amei tudo de verdade, mas não tive aquele amor sabe, de sofrer pra caramba (bom, no meu caso eu sofri bastante lendo Jogos Vorazes hahaha, amor eterno pelo Peeta, e o Finnick), mas acabei deixando algumas poucas lágrimas rolarem no ultimo livro.

wpid-wp-1435415784591.jpeg

Na minha opinião esses livros DEVEM virar filmes. Certeza de que daria uma ótima adaptação literária, fico imaginando a fotografia, as roupas dos personagens, as cenas de guerra, os atores que eles escolheriam para interpretar, TUDO.

Acho que não há duvida de que recomendo essa leitura pra vocês, vale muito a experiencia… já conversei com pessoas que tem essa trilogia como favorita viu kkk

Quem já leu, please, comente aqui e fale o que achou.. ta difícil encontrar pessoas que tenham lido, ou que conheçam os livros.

 

E é isso pessoal, espero que tenham gostado do post e que leiam essa trilogia, porque é muito boa hahaha.

Anúncios